Blog Página 636

Série a Diante de Cruzeiro, Corinthians e Grêmio, Sport encara sua pior sequência

0

A derrota por 1×0 diante do Bahia, na quarta-feira, pode sair muito cara para o Sport. Isso porque nas próximas três rodadas, o Leão terá pela frente adversários do pelotão de frente do Brasileirão. A sequência “complicada” já começa com o embate com o líder Cruzeiro, neste sábado, na Arena Pernambuco. Logo em seguida, encara Corinthians (5º lugar) e Grêmio (4º), em jogos fora de casa, onde o Leão não tem ido bem (perdeu as últimas seis partidas como visitante). Para o Sport, que ainda nutre o sonho de alcançar o G-4, esses duelos serão decisivos para o time definir o seu futuro.

O sinal de alerta está aceso no rubro-negro. Afinal, durante o primeiro turno essa mesma sequência foi responsável pelo pior período do time no campeonato. Na ocasião, o Leão somou apenas um ponto de nove possíveis. Perdeu por 2×0 e 4×1 para o Cruzeiro e Corinthians, respectivamente. Contra o Grêmio, os comandados do técnico Eduardo Baptista ficaram no empate sem gols, na Ilha. Se esse cenário se repetir agora, o Leão provavelmente perderia posições e sairia do G-10, parte da tabela da qual nunca saiu.

Existe outro agravante para a situação. No primeiro turno, o Sport mandou as partidas contra Corinthians e Grêmio, agora, porém, o Leão visitará seus adversários e tentará quebrar o incômodo jejum de seis derrotas consecutivas fora de casa.

O técnico Eduardo Baptista está ciente da pedreira que enfrentará no futuro. Em sua avaliação, todos os confrontos na Série A são complicados, restando apenas a possibilidade de enfrentar os rivais de igual para igual. “Sobre os adversários, não tem muito o que escolher. Depois do Cruzeiro vem o Corinthians e depois o Grêmio. São jogos difíceis, mas vamos encarar de frente”, ressaltou o comandante.

Contra o Cruzeiro, o Sport jogará na Arena Pernambuco, local onde já atuou três vezes nesta Série A e ainda não sabe o que é perder. São duas vitórias (contra Palmeiras e Santos) e um empate sem gols com o Internacional. Além do mando de campo, a torcida configura uma das principais armas do rubro-negro.

Quem garante que o time é mais forte com o apoio da massa é Neto Baiano, que aproveitou para convocar os torcedores a comparecerem na Arena no sábado. “Se a torcida lotar a arena, se a torcida apoiar o time, todos seremos mais fortes. Se ela (a torcida) soubesse o tanto que é importante, todo jogo ela lotava como já está fazendo. Eu peço encarecidamente que eles nos ajudem que vamos vencer o Cruzeiro”, observou o atacante.

O zagueiro Henrique Mattos, que deve ter sequência no setor defensivo, também ressaltou o poder do Sport quando joga em casa. Na opinião do atleta, o time precisa fazer o dever de casa e honrar o 4º lugar de melhor mandante da Série A (com oito vitórias, três empates e uma derrota). “Esse é mais um jogo difícil. Nós sabemos da qualidade do Cruzeiro, que é o atual campeão. Mas, sem dúvida, dentro de casa, o Sport é bem forte. Somos um dos melhores mandantes da competição. A torcida tem que fazer pressão”, disse Henrique, que deve ser confirmado como titular por Eduardo Baptista nesta sexta-feira, no último treino antes do confronto deste sábado.

Da redação/JC

Saphira
Neto
Izano

Em vídeos, Marília exalta Armando e provoca Câmara

0

Faltando dez dias para as eleições deste ano, a vereadora Marília Arraes (PSB) lançou três vídeos enaltecendo a figura do candidato ao governo pela coligação Pernambuco Vai Mais Longe, Armando Monteiro Neto (PTB), procurando, mais uma vez, demarcar o seu distanciamento da Frente Popular. A socialista relatou que o petebista tem “legitimidade e liderança para governar Pernambuco”.

Marília também fez comparações de Armando com o seu principal adversário no pleito, Paulo Câmara (PSB). A vereadora questionou se o postulante da Frente Popular tomaria decisões certas, na hora da adversidade, caso seja governador de Pernambuco. A parlamentar insinuou que o socialista não seria independente na administração do Estado.

Confira um dos vídeos de Marília:

Da redação/Folha de PE

Saphira
Neto
Izano

Projeto Cultura Livre nas Feiras oferta poesia e música para ouricurienses, neste sábado

0

Ouricuri é palco de mais edição do Projeto Cultura Livre nas Feiras. O evento acontece neste sábado, 27, a partir das 8h na feira livre do município. Na ocasião, se apresentam o cantor Reinivaldo Pinheiro e o poeta Vigílio Siqueira com declamação de poesias & causos.

A ação é uma iniciativa da Secretaria de Cultura do Governo do Estado de Pernambuco/FUNDARPE com apoio da Prefeitura Municipal de Ouricuri, através da Diretoria de Cultura vinculada à Secretaria de Educação, cujo objetivo é valorizar e divulgar através de apresentações em feiras livres os artistas e os costumes locais.

Para o arte-educador, Nelson Pereira de Sá Jr. mais conhecido como Junior Baladeira essa é ação importante para a manutenção da cultura local. “A introdução deste Projeto é importante porque movimenta a cena cultural da cidade e valoriza a pluralidade da produção de artistas locais. Além disso, este é um evento que mostra o potencial da cultura, para além do circuito comercial de bandas que é caro e nem sempre evidencia a riqueza da nossa cultura”, destaca.

Em Ouricuri, as apresentações já fazem parte do calendário da cidade, e mensalmente artistas locais mostram os seus talentos no palco armado na praça Pe. Francisco Pedro Silva. Além das apresentações, há espaço montado para exposição e comercialização de produtos confeccionados por artesãos/as da cidade.

Projeto Cultura Livre nas Feiras

O Projeto Cultura Livre nas Feiras é realizado desde 2011, com intuito de valorizar o artista da terra em meio à sua cultura e ao seu território. A ação já levou mais de 1500 ações culturais para feiras e mercados populares de Pernambuco. Atuando também com o objetivo de estruturar os artistas populares – muitos dos quais recebem neste evento seus primeiros cachês públicos.

Da redação do blog do edy.com.br/ASCOM PMO

Saphira
Neto
Izano

Bancários entram em greve a partir de terça

0

Os bancários que atuam em Pernambuco devem entrar em greve a partir da 0h da próxima terça-feira (30). A decisão foi tomada em assembleia realizada no sindicato da categoria, no bairro da Boa Vista, no início da noite desta quinta-feira (25). A paralisação por tempo indeterminado deve afetar cerca de 500 agências públicas e privadas em todo o Estado.

A classe, que conta com 12 mil trabalhadores, alega que não teve os anseios atendidos pela Federação Nacional dos Bancos (Febraban), mesmo após sete reuniões de negociação realizadas desde 11 de agosto. Entre as principais reivindicações, estão o reajuste salarial de 12,5% e a valorização do piso, chegando a R$ 2.979,25, com base no Dieese. Os bancos oferecem 7% de aumento, além de 7,5% de reajuste no piso salarial.

Segundo a presidente do Sindicato dos Bancários, Jaqueline Mello, a população deve antecipar pagamentos e outras demandas nos estabelecimentos. “As pessoas só terão esta sexta (26) e a segunda-feira (29) para resolver as pendências, porque, na terça-feira, começa a paralisação. Vai haver gerentes e alguns funcionários trabalhando, mas a maior parte das atividades devem ser comprometidas”, declarou.

Da redação

Saphira
Neto
Izano

Armando caminha com ministro da Saúde no Jordão Baixo

0

O candidato ao governo do Estado Armando Monteiro (PTB) recebeu, no fim da tarde desta quinta-feira (25), um importante reforço na reta final da campanha: o ministro da Saúde, Artur Chioro. Durante caminhada no bairro do Jordão Baixo, na Zona Sul do Recife, Chioro pediu votos para Armando e ressaltou a importância da presidente Dilma Rousseff contar com o petebista no Palácio do Campo das Princesas a partir de 2015.

88a34d72-8c0f-4fb0-87eb-d5f56b198e7dDurante a caminhada, que começou na Academia da Cidade da Avenida Maria Irene, Armando ouviu o pedido de uma auxiliar de enfermagem para que o futuro governador zele pelas condições de atendimento dos Centros de Atenção Psicossocial (CAPs). “Faltam médicos, a comida é de péssima qualidade e nunca tem medicamento”, disse ela, que também é portadora de esquizofrenia.

Armando afirmou que o problema é grave e que tem que ser enfrentado com seriedade. O candidato ressaltou que vai investir na requalificação dos centros, firmando parcerias com os municípios. “Vamos disponibilizar profissionais para atuar no atendimento à população, melhorando o acompanhamento clínico e a reinserção social dos usuários pelo acesso ao trabalho, lazer, exercício dos direitos civis e fortalecimento dos laços familiares e comunitários”, detalhou.

Ainda durante a caminhada, o ministro falou porque a eleição de Armando é essencial para a presidente Dilma. “Estamos com Armando e Dilma porque estamos com as forças políticas que representam o compromisso com o projeto de continuidade de mudança do Brasil”, disse .

Da redação/ASCOM

Saphira
Neto
Izano

Processo Seletivo do IF Sertão-PE oferece 215 vagas em cursos técnicos para o campus Ouricuri‏

0
Estão abertas até o dia nove (9) de outubro as inscrições para o processo seletivo dos cursos técnicos do IF Sertão-PE com ingresso em 2015. São 215 vagas disponíveis para Ouricuri e região nos cursos Técnicos Integrados em Edificações e Informática, destinados aos concluintes do ensino fundamental (9º ano), Técnicos Subsequentes em Agropecuária, Agroindústria, Edificações e Informática para estudantes que já concluíram o Ensino Médio, e o Técnico em Agroindústria para os alunos advindos do PROEJA, destinados a pessoas que tenham idade mínima de 18 anos e que não tenham concluído o ensino médio .
As inscrições estão sendo realizadas no endereço eletrônico do processo seletivo (www.ifsertao-pe.edu.br/processoseletivo/) .A taxa é R$ 10 e deverá ser paga por meio de Guia de Recolhimento da União (GRU) gerada no ato da inscrição.
As provas serão aplicadas no dia 16 de novembro, das 13h às 17h (horário local), e o resultado final será divulgado em 22 de dezembro. Outras informações, como documentação necessária e conteúdo programático das provas podem ser encontradas no site do IF Sertão-PE (www.ifsertao-pe.edu.br) .
Da redação/ASCOM IFSertão
Saphira
Neto
Izano

População de Itu pede a prefeito para decretar estado de calamidade

0

Depois de uma manifestação na tarde da última segunda-feira (22), em razão da falta de água que a cidade enfrenta há quase um ano, moradores de Itu, no interior paulista, esperam uma resposta da prefeitura, que já recebeu determinação do Ministério Público para decretar estado de calamidade pública. O protesto, em frente à Câmara Municipal, terminou em tumulto, com alguns participantes arremessando ovos, tomates e pedras contra o prédio. A polícia respondeu com bombas de efeito moral.

Em nota, a prefeitura informou que avalia positivamente os manifestos pacíficos, enquanto exercícios da cidadania e de expressão de opinião, característicos de um regime democrático. Entretanto, lamenta atitudes de depredação e de vandalismo. Salientou que, mesmo antes da manifestação, a administração municipal já havia tomado medidas possíveis para enfrentar a situação da falta de água na cidade.

Entre as ações, está a exigência à empresa concessionária da obra da Adutora Mombaça, que terá vazão de aproximadamente 280 litros de água por segundo. Conforme previsões da concessionária, a obra ficará pronta no início de 2015.

A prefeitura explicou que, para solucionar o problema, aguarda recursos dos governos estadual e federal. Em Itu, o sistema de abastecimento de água é feito por meio de concessão, ou seja, por uma empresa particular de capital próprio. A empresa Águas de Itu adiantou que não se pronunciará sobre o assunto.

Conforme  a nota, mesmo sem o emprego da calamidade pública, a prefeitura decretou a utilização de água de áreas particulares, liberação da área para a passagem de uma obra emergencial de captação (Adutora Mombaça) e cerceamento de novo consumo de água, proibindo novos loteamentos.

De acordo com a advogada e organizadora do protesto Soraia Escoura, a manifestação foi iniciada em uma rede social e cresceu, reunindo 2 mil pessoas em frente à Câmara Municipal. Segundo ela, o que motivou a população foi a falta de água há pelo menos dez meses e o racionamento declarado há oito meses. “Há quatro meses, a situação se agravou. Numerosas casas estão há quase um mês sem uma gota de água. Nas escolas não há mais merenda”, acrescentou.

Soraia explicou que, mês passado, o Ministério Público determinou que a prefeitura liberasse o fornecimento de água a cada 48 horas. No entanto, logo após o aviso, a administração apenas adotou novo esquema de rodízio. “Temos passado mais de 48 horas sem água. Por isso, resolvemos pressionar os vereadores. Eles fizeram um ofício, sem valor legal, para requerer à prefeitura a declaração do estado de calamidade na cidade”, assinalou.

Uma nova manifestação, dessa vez em frente à prefeitura, está prevista para segunda-feira (29), às 16h. A ideia é que o ato seja pacífico, sem a presença de baderneiros. “Foi um número reduzido de pessoas que promoveu a quebradeira. Sabemos quem é esse grupo e podemos garantir que a bagunça não foi orquestrada pela organização”, reforçou a advogada.

Soraia revelou, ainda, a existência de um abaixo-assinado solicitando ao Ministério Público a edição de um requerimento pedindo intervenção no município. A intenção da população é que o governo nomeie um interventor para gerenciar e investigar a falta de água. Com isso,  o prefeito perderia momentaneamente o cargo.

“Itu já tem problema de abastecimento de água há muitos anos, mas nunca chegou a esta situação. As pessoas estão pegando água de bicas ou comprando caminhões para garantir o mínimo necessário”.

Da redação/ABC

Saphira
Neto
Izano

Tecnologias implantadas em municípios do Araripe podem captar mais de 30 milhões de litros de água da chuva

0

Até março de 2015, a Ong Caatinga vai implementar 303 tecnologias de convivência com o Semiárido nos municípios araripianos de Ouricuri, Bodocó e Granito. Com as construções estima-se que sejam captados mais de 30 milhões de litros de água da chuva, beneficiando diretamente centenas de famílias.

Até o momento já foram construídas 108 tecnologias entre cisternas-calçadão, barreiros trincheira e cisternas de enxurrada. Além destas tecnologias, está prevista a construção de sete barragens subterrâneas. O projeto tem vigência de um ano, e até lá os três municípios serão beneficiados com 151 cisternas-calçadão; 111 cisternas de enxurrada; 34 barreiros trincheira e 07 barragens subterrâneas.

A ação é fruto do Programa Um Terra e Duas Águas (P1+2) numa parceria entre o Caatinga e a Articulação no Semiárido Brasileiro (ASA) com apoio do Ministério do Desenvolvimento Social e Combate à Fome (MDS). O objetivo desta ação é de promover, entre outras coisas, o acesso a uma alimentação de qualidade, bem como geração de emprego e renda para as famílias agricultoras.

Isto é possível através de processos participativos realizados junto às famílias beneficiárias. Afinal, antes de receber a tecnologia, elas participam de capacitações acerca do manejo sustentável da terra e da água para produção de alimentos. Nestes cursos, agricultores e agricultoras aprendem práticas que vão lhes ajudar a melhorar o cultivo e a criação dos animais.

Da redação/ASCOM ONG CAATINGA

Saphira
Neto
Izano